Make your own free website on Tripod.com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

A Igreja de Deus na profecia

 

 

Prezados irmãos, iremos dar uma analisada na Palavra de Deus, sobre a Igreja de Deus na profecia. Como é de nosso entendimento pela Palavra de Deus, essa Igreja teria um fundamento, ou melhor, teria seu início com a vinda do Messias para anunciar o Evangelho do Reino ao povo de Israel e abrir as portas de seu Reino à participação dos gentios.

Agora vem a pergunta: Por que existem em nossos dias tantas religiões denominadas “Cristãs”? Será que são verdades que Jesus veio para nos outorgar tantas denominações? Será que Ele criou isto? Será que isto é correto? Existe base na Palavra de Deus para tudo isto? Será que é correto haver tantas divisões? Será que a reforma protestante produzida no fim da Idade Média foi um ato divino? Ou será que foi mais uma armadilha de Satanás promovendo essas divisões e confundindo a cabeça de muita gente a respeito dessa questão? É isso que veremos nesse estudo.

Já nos primórdios, no início da pregação do Evangelho, entre os próprios Judeus, aqueles que mais tarde vieram a perseguir e matar Jesus, alguém dentre eles, ou seja, o sumo sacerdote Caifás, fez uma predição a respeito das coisas vindouras e deu a entender que era necessário que alguém morresse para que houvesse a reunião dos povos que andavam dispersos. Mas eles temiam pela sorte da nação, e Caifás que era sumo sacerdote naquela época, acabou profetizando que Jesus devia morrer por essa causa, ou seja, a união dos povos.

Notem como ele chamou a atenção de seus companheiros para essa questão: “Vós nada sabeis”. João 11: 49 ( Parte final )

João 11:50   nem considerais que vos convém que morra um só homem pelo povo e que não venha a perecer toda a nação.

Veja como o escritor do Evangelho chama a nossa atenção, para o pronunciamento do Sumo Sacerdote.

João 11:51   Ora, ele não disse isto de si mesmo; mas, sendo sumo sacerdote naquele ano, profetizou que Jesus estava para morrer pela nação.

Diz o verso seguinte, que a morte de Jesus tinha o objetivo de reunir em um só corpo os filhos de Deus, que andavam dispersos. Interessante é notar o que ele disse sobre a dispersão dos Filhos de Deus. Ressaltou bem “Reunir em um só corpo”. Não em vários corpos, como temos visto por aí, essa enormidade de seitas que se dizem ser o corpo de Cristo. Cada uma querendo chamar para si às bênçãos do Eterno, como se isso fosse uma coisa inteiramente destinada a vários segmentos, e Deus permitindo que a suas determinações a respeito de Si fosse fracionada, e cada seita determinando a sua maneira de adoração como bem lhe aprouver. Isso consiste em um grande erro que será cobrado por Jesus por ocasião de sua vinda.

João 11:52   e não somente pela nação, mas também para reunir em um só corpo os filhos de Deus, que andam dispersos.  

O evangelista chama a nossa atenção para esse assunto em um versículo mais adiante:

João 18:14   Ora, Caifás era quem havia declarado aos judeus ser conveniente morrer um homem pelo povo.

O profeta Isaias previu que o Messias seria a grande luz para o povo e para

aqueles que viviam sem esperança e naturalmente isso aconteceria com o estabelecimento de sua Igreja.

.Isaías 9:2   O povo que andava em trevas viu grande luz, e aos que viviam na região da sombra da morte, resplandeceu-lhes a luz.

O Senhor confirma essa promessa, dizendo pelo profeta: “Te chamei em justiça”. Quem ele chamou? E fica mais afirmativo o versículo, quando Ele diz: “Tomar-te-ei pela mão”. Note o irmão quanta afirmação existe nesta frase, e aí, ele termina o versículo com a linda promessa da aliança da mediação entre o seu povo e os gentios, promessa essa, que seria a missão principal da Igreja, a de divulgar essa notável aliança estabelecida por Jesus. Tornar essa promessa em realidade.

Quero chamar a atenção dos irmãos que as frases desses versículos se encontram no singular.

Isaías 42:6   Eu, o SENHOR, te chamei em justiça, tomar-te-ei pela mão, e te guardarei, e te farei mediador da aliança com o povo e luz para os gentios; 

O irmão preste atenção para que e para quem são as promessas. No primeiro momento Ele chama a nossa atenção para os remanescentes de seu povo, como já tivemos a oportunidade de saber quem são em estudos anteriores, e estende a missão da Igreja até os gentios, e diz que a sua missão se deverá ser estendida até a extremidade da terra. Será que estamos cumprindo com a missão que o Senhor nos ordenou? Pregamos o restabelecimento do Reino aos remanescentes (que remanesce, restante, sobra ou resto) de Israel e aos Gentios? Como vimos o remanescente de Israel é que será salvo, ainda que sejam como a areia do mar. (Romanos 9:27).

Isaías 49:6   Sim, diz ele: Pouco é o seres meu servo, para restaurares as tribos de Jacó e tornares a trazer os remanescentes de Israel; também te dei como luz para os gentios, para seres a minha salvação até à extremidade da terra.

Muita gente pensa que as determinações que o Senhor diz em sua palavra, são para Jesus, querendo tirar de si as responsabilidades que lhe são imputadas, mas temos aqui neste versículo mais um alerta sobre a nossa responsabilidade perante o Senhor, que deverá ser cumprida através da mensagem pregada a nós e com as determinações que nos foram outorgadas através de sua Igreja. Portanto devemos cumprir o nosso papel perante o Senhor, como membro de sua congregação. Note que uma das missões da Igreja era a restauração da terra.

Isaías 49:8   Diz ainda o SENHOR: No tempo aceitável, eu te ouvi e te socorri no dia da salvação; guardar-te-ei e te farei mediador da aliança do povo, para restaurares a terra e lhe repartires as herdades assoladas.

E Jesus veio para confirmar a promessa do estabelecimento do Reino e estabelecer a sua Igreja, confirmar as promessas a ela prometida, com a participação de todos os povos. Assim diz esses versículos, a Igreja deverá cumprir, através de seus membros o que lhe foi determinado, luz e glória para os dois povos. Amém.

Mateus 4:16   O povo que jazia em trevas viu grande luz, e aos que viviam na região e sombra da morte resplandeceu-lhes a luz.  

Lucas 2:32   luz para revelação aos gentios, e para glória do teu povo de Israel.

Esse versículo, repetindo o profeta Isaias confirma a missão da Igreja. Aqui ninguém pode negar a missão da Igreja e seus membros. Esse versículo é muito conclusivo sobre a missão da Igreja. Foi uma determinação do Senhor. Veja a semelhança com o verso de Isaias 49:6.

Atos 13:47   Porque o Senhor assim no-lo determinou: Eu te constituí para a fim de luz dos gentios, que sejas para salvação até aos confins da terra.

No concílio de Jerusalém foi confirmada a missão da Igreja perante os gentios. Foram visitados, primeiramente, para que Deus constituísse um povo para por ali o seu nome.

Atos 15:14   expôs Simão como Deus, primeiramente, visitou os gentios, a fim de constituir dentre eles um povo para o seu nome.

Missão essa já anunciada pelos profetas:

Atos 15:15   Conferem com isto as palavras dos profetas, como está escrito:

Atos 15:16   Cumpridas estas coisas, voltarei e reedificarei o tabernáculo caído de Davi; e, levantando-o de suas ruínas, restaurá-lo-ei.

Para quem era essa promessa? Para os demais homens e os gentios. A Igreja em sua missão deve alcançar a todos.

Atos 15:17   Para que os demais homens busquem o Senhor, e também todos os gentios sobre os quais tem sido invocado o meu nome.

Quando o apóstolo Paulo fala ao Rei Agripa sobre a missão a ele confiada através de Jesus, na visão que o mesmo havia tido, a caminho de Damasco, descreve com detalhes quais eram os fundamentos de sua missão. Missão essa, que seria transferida à Igreja que estava sendo constituída, sobre os quais deveria ser assentado o alicerce dessa fé. Mas essa mensagem que o Rei Agripa recebeu de Paulo sobrevive até hoje. Essa fé existe. A encontraremos se vertermos os nossos olhares para o verdadeiro sentido da Palavra a nós dirigida através dos profetas e dos apóstolos. Prestem atenção nas palavras do Mestre, na repetição que o apóstolo fez ao Rei.

Atos 26:18   para lhes abrires os olhos e os converteres das trevas para a luz e da potestade de Satanás para Deus, a fim de que recebam eles remissão de pecados e herança entre os que são santificados pela fé em mim.  

O apóstolo Paulo em sua missiva aos Efésios, faz um alerta sobre o entendimento que os mesmos já haviam alcançados, da esperança, vocação e herança. Essa é a missão de uma Igreja que alcança a misericórdia do Senhor. Tornar instrumento de esperança dos povos, e não se transformar em uma empresa arrecadadora de fundos monetários e enriquecer seu patrimônio terrestre em benefício de seus fundadores, e enganando os pobres com promessas de bens materiais. Isso será cobrado por Jesus por ocasião de sua vinda, e esses que enganam o povo serão castigados.

Efésios 1:18  Tendo iluminados os olhos do vosso entendimento, para que saibais qual seja a esperança da sua vocação, e quais as riquezas da glória da sua herança nos santos.

O apóstolo fala da missão de Jesus e de seu trabalho concernente à Igreja e da missão a ela outorgada. Trabalho este, que será realizado, não somente neste século, mas em séculos futuros.

Efésios 1:21 Acima de todo o principado, e poder, e potestade, e domínio, e de todo o nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro. .

Depois de Jesus estabelecer o seu domínio sobre todas as coisas, Ele passou para a Igreja, conforme predito nas profecias. (note bem que é a Igreja, e não Igrejas, um corpo só, uma mensagem única).

Efésios 1:22   E pôs todas as coisas debaixo dos pés e, para ser o cabeça sobre todas as coisas, o deu à igreja.

E a Igreja é o corpo, a glória e extensão das promessas do Criador.

Efésios 1:23 a qual é o seu corpo, a plenitude daquele que a tudo enche em todas as coisas.

O apóstolo confirma o que foi dito acima em outra carta dirigida aos Colossenses, além de confirmar que Jesus é o princípio e o primogênito dentre os mortos, e da primazia ( prioridade, excelência, superioridade )da Igreja sobre todas as coisas.

Colossenses 1:18   Ele é a cabeça do corpo, da igreja. Ele é o princípio, o primogênito de entre os mortos, para em todas as coisas ter a primazia.

Relatando a sua missão aos Colossenses, fala de sua alegria intensa em pertencer a Igreja de Cristo.

Colossenses 1:24   Agora, me regozijo nos meus sofrimentos por vós; e preencho o que resta das aflições de Cristo, na minha carne, a favor do seu corpo, que é a igreja.

A Igreja representa a esperança dos gentios, aos quais devem dar a conhecer as verdades que foram pregadas tantos pelos profetas, como pelos apóstolos. Se tivermos a Igreja, temos essa esperança.

Colossenses 1:27   aos quais Deus quis dar a conhecer qual seja a riqueza da glória deste mistério entre os gentios, isto é, Cristo em vós, a esperança da glória.

Jesus, discursando no Cap. 10 do Evangelho de João, nos versos 1 a 18, ele faz uma alerta geral sobre o comportamento de seus filhos em relação à sua Igreja. Relacionando os membros da comunidade de Deus com ovelhas, Ele já no primeiro versículo nos alerta sobre como devemos fazer para pertencer a essa comunidade. Entrar pela porta e não portas. E ainda dá nomes àqueles que entram pela porta errada. Além de ladrões e salteadores, citados por Jesus, temos também em nosso meio os famosos mercenários, contaminando as verdades bíblicas e corrompendo a verdadeira doutrina em proveito próprio, conforme os versículos 12 e 13 desse capítulo.

(mercenário: aquele que trabalha a não ser por paga, interesseiro, vendilhão ). Hoje o número desses é enorme. Os canais de televisão, rádios, internetes, estão cheios dessa gente. Cada um defendendo seus interesses particulares usando o nome de Jesus. Mas serão responsabilizados por isso.

João 10:1   Em verdade, em verdade vos digo: o que não entra pela porta no aprisco das ovelhas, mas sobe por outra parte, esse é ladrão e salteador. (Esses também serão em grande número neste final dos tempos ).

Note que tanto para o alerta acima, como para este, Jesus sempre se refere  a uma pessoa só “O que não entra”, “Para este”, “Aprisco” e “Porteiro”, Ele se refere a uma única pessoa, e não a uma pluralidade, como muitos hoje querem se fazer a entender.

João 10:3   Para este o porteiro abre, as ovelhas ouvem a sua voz, ele chama pelo nome as suas próprias ovelhas e as conduz para fora.

Dê atenção especial a este versículo, a referência é “Ovelhas” e “Aprisco”, o primeiro no plural e o segundo no singular e o mesmo se repete “Haverá um rebanho” (coletivo) e “Um pastor”, (uma unidade). Como se explica, nos dias atuais, tantas denominações que se fornicam entre si, simbolizando a grande prostituição dos últimos dias.

o dos ando a grande prostituiçaaas denominaçr e mesmo se repete " toconhecer as verdadesEle anuncia neste versículo a entrada dos gentios em sua Igreja e Ele seria o nosso guia. Amém.

João 10:16   Ainda tenho outras ovelhas, não deste aprisco; a mim me convém conduzi-las; elas ouvirão a minha voz; então, haverá um rebanho e um pastor.

O apóstolo explica, no capitulo em que faz a defesa do povo judeus entre os gentios, que a nossa aceitação no povo de Deus, se deu pela intermediação de Jesus e a nossa participação se dá através da Igreja. .  

Romanos 11:17   Se, porém, alguns dos ramos foram quebrados, e tu, sendo oliveira brava, foste enxertado em meio deles e te tornaste participante da raiz e da seiva da oliveira.

Chama a nossa atenção, em especial, para lembrar-nos da nossa condição anterior:

Efésios 2:11   Portanto, lembrai-vos de que, outrora, vós, gentios na carne, chamados incircuncisão por aqueles que se intitulam circuncisos, na carne, por mãos humanas,

Efésios 2:12   naquele tempo, estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança e sem Deus no mundo.

E fala através de quem fomos aproximados a participar do povo de Deus.

Efésios 2:13   Mas, agora, em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, fostes aproximados pelo sangue de Cristo.

Temos agora a confissão de Pedro, quando Jesus e os apóstolos andavam em suas caminhadas pelos territórios de Israel. Confissão esta, muita usada por uma denominação apostatada, para chamar par si o direito de ser o representante de Cristo na terra. Quando na verdade, a confissão em questão se referia a Jesus, que é a Pedra Angular, ou Pedra de Esquina, e sobre esta confissão, que é Jesus, é que foi fundada a Igreja de Cristo. Mais uma vez chamo a vossa atenção, para o sentido real do assunto. É uma Igreja única e não várias como vemos por aí. E ainda a promessa de que as portas do inferno não prevaleceriam contra essa Igreja.

Mas, infelizmente, ainda temos a lamentar o grande êxodo de pessoas que buscam satisfazer os seus problemas de ordem pessoal, buscando as denominações envolvidas com a grande apostasia, de promessas que jamais foram prometidas por Deus e Seu filho. Profanam o nome do Criador de maneira irracional. Conseqüentemente trarão sobre si as pragas prometidas àqueles que violam os estatutos e quebram as leis do eterno.

Mateus 16:18   Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.

Temos uma promessa de virtual importância dada a essa Igreja, que merece a nossa especial atenção.

Mateus 16:19   Dar-te-ei as chaves do reino dos céus; o que ligares na terra terá sido ligado nos céus; e o que desligares na terra terá sido desligado nos céus.  

Quem prometeu essa bênçãos a Igreja? Veja a resposta:

Apocalipse 3:7   Ao anjo da igreja em Filadélfia escreve: Estas coisas diz o santo, o verdadeiro, aquele que tem a chave de Davi, que abre, e ninguém fechará, e que fecha, e ninguém abrirá.

Pode alguém lançar outro fundamento sobre o qual já foi posto? Fundar outra denominação para ser a concorrente de Jesus? Veja a resposta:

I Coríntios 3:11   Porque ninguém pode lançar outro fundamento, além do que foi posto, o qual é Jesus Cristo. .

Essa Igreja teve seu início em algum lugar. Jesus disse onde começaria. Não disse que várias denominações seriam fundadas em qualquer lugar do mundo, como por exemplo: São Paulo, Paraná, Estados Unidos etc. Ela teve seu começo em Jerusalém.

Lucas 24:47   e que em seu nome se pregasse arrependimento para remissão de pecados a todas as nações, começando de Jerusalém.

Ele confirma o envio da promessa de seu Pai, e pede aos discípulos que não deixem a cidade. Eles (os discípulos) seriam revestidos de poder nesta cidade, para por aí começarem a pregação do Evangelho. Preste atenção que Jesus disse na cidade, não nas cidades.

Se alguém foi revestido de poder em outro lugar, contraria frontalmente as determinações de Jesus. Por isso precisamos ser muito cuidadosos em ir abraçando qualquer doutrina que não teve a sua origem onde foi determinada por Jesus.

Lucas 24:49   Eis que envio sobre vós a promessa de meu Pai; permanecei, pois, na cidade, até que do alto sejais revestidos de poder

Que cidade seria esta?  É fácil concluir por esses versículos entre tantos outros:

Salmos 122:5  Lá estão os tronos de justiça, os tronos da casa de Davi.

Salmos 122:6  Orai pela paz de Jerusalém! Sejam prósperos os que te amam.  

E finalmente, Jesus antes de sua ascensão, fez a seguinte recomendação a seus discípulos para que fosse repassada a nós. E Ele estaria conosco, através da Igreja, até o final deste século, isto significa que era uma única mensagem que deveria ser pregada a todos os povos e não previu que outras denominações deveriam ser fundadas para representá-lo.

Mateus 28:20   ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século.

Por este pequeno estudo, concluímos que:

1 - A Igreja de Deus foi anunciada já nos tempos dos profetas.

2 - E que ela seria fundada por Jesus em Jerusalém

3 - Nesta cidade os apóstolos receberiam a unção do Espírito (Yaohushua) para ser levado adiante à obra de Jesus

4 - E que ela seria uma Igreja única e obediente

5 - E nunca teria fim, porque Jesus a acompanharia até o final dos séculos.

6 - E que jamais precisaria de outras pessoas para fundar outras denominações.

7 - Que as portas do inferno não prevaleceria contra Ela.

Portanto todas essas denominações que andam por aí com seus respectivos fundadores, não passam de fornicadores da Palavra de Deus em benefício próprio. E os chamados mercenários, que recebem seus soldos para atuar em defesa destas denominações, juntamente prestarão contas ao Criador, de suas obras más, pois Jesus dará a paga por suas mentiras e lhe difamarem o nome.

Abraços fraternos

José Pedro de Oliveira

 

ADENDO:

Vejamos as referências que temos no Novo Testamento, a que Igreja os apóstolos se referiam quando enviavam suas missivas aos seus destinatários. Qual era o nome dessa Igreja. Vejamos:

 

Atos dos Apóstolos 20:28
Atendei por vós e por todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu bispos, para pastoreardes a igreja de Deus, a qual ele comprou com o seu próprio sangue.

I Coríntios 1:2
à igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados para ser santos, com todos os que em todo lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso:

I Coríntios 10:32
Não vos torneis causa de tropeço nem para judeus, nem para gentios, nem tampouco para a igreja de Deus,

I Coríntios 11:22
Não tendes, porventura, casas onde comer e beber? Ou menosprezais a igreja de Deus e envergonhais os que nada têm? Que vos direi? Louvar-vos-ei? Nisto, certamente, não vos louvo.

I Coríntios 15:9
Porque eu sou o menor dos apóstolos, que mesmo não sou digno de ser chamado apóstolo, pois persegui a igreja de Deus.

II Coríntios 1:1
Paulo, apóstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus, e o irmão Timóteo, à igreja de Deus que está em Corinto e a todos os santos em toda a Acaia,

Gálatas 1:13
Porque ouvistes qual foi o meu proceder outrora no judaísmo, como sobremaneira perseguia eu a igreja de Deus e a devastava.

I Timóteo 3:5
(pois, se alguém não sabe governar a própria casa, como cuidará da igreja de Deus?);

I Coríntios 11:16
Contudo, se alguém quer ser contencioso, saiba que nós não temos tal costume, nem as igrejas de Deus.

I Tessalonicenses 2:14
Tanto é assim, irmãos, que vos tornastes imitadores das igrejas de Deus existentes na Judéia em Cristo Jesus; porque também padecestes, da parte dos vossos patrícios, as mesmas coisas que eles, por sua vez, sofreram dos judeus,

II Tessalonicenses 1:4
a tal ponto que nós mesmos nos gloriamos de vós nas igrejas de Deus, à vista da vossa constância e fé, em todas as vossas perseguições e nas tribulações que suportais,

NOTA: IGREJA é uma referencia às pessoas e não à um prédio. Quando o texto faz referencia à um local,está falando das "pessoas" deste local... Por isto, uma única Igreja de Deus em cada localidade!!!

 

RETORNAR

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

.