Make your own free website on Tripod.com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

..

O Povo de DEUS - 2

 

Continuando nossos estudos sobre o Povo de Deus, veremos a atitude de Jesus quando Ele enviou seus apóstolos em uma das missões em busca de Seu povo, o que Ele disse e, por aí, podermos também tirar nossas conclusões sobre quem realmente Ele estava buscando em primeiro lugar; era os gentios ou era seu povo (lembrem-se das Setenta Semanas de Daniel)? Visto que o mesmo era descendente de judeus, natural de Israel. Vamos aos versículos que demonstra isso, vejamos:

 

Mateus 10:5 – A estes doze enviou Jesus, dando-lhes as seguintes instruções: Não tomeis rumo aos gentios, nem entreis em cidade de samaritanos;

Mateus 10:6...mas, de preferência, procurai as ovelhas perdidas da casa de Israel;  

Quando um gentio lê um versículo como esses, fica um pouco confuso, mas o entendimento não é difícil, desde que humildemente aceitemos a nossa condição de gentio.

Mas temos também uma promessa nesta parábola onde Jesus faz a comparação entre os arrendatários (os judeus, o Seu povo) que não respeitaram o dono da vinha e então o dono, Deus, passará a vinha a outros arrendatários. Isso se referia Ele, por certo, aos Fariseus, que eram os administradores da vinha, e não entenderam as mensagens de Jesus, e rejeitaram-no. Vamos à parábola para um melhor entendimento:

Marcos 12:1-10 – Depois, entrou Jesus a falar-lhes por parábola: Um homem plantou uma vinha, cercou-a de uma sebe, construiu um lagar, edificou uma torre, arrendou-a a uns lavradores e ausentou-se do país. No tempo da colheita, enviou um servo aos lavradores para que recebesse deles dos frutos da vinha; eles, porém, o agarraram, espancaram e o despacharam vazio.  De novo, lhes enviou outro servo, e eles o esbordoaram na cabeça e o insultaram.  Ainda outro lhes mandou, e a este mataram. Muitos outros lhes enviou, dos quais espancaram uns e mataram outros. Restava-lhe ainda um, seu filho amado; a este lhes enviou, por fim, dizendo: Respeitarão a meu filho. Mas os tais lavradores disseram entre si: Este é o herdeiro; ora, vamos, matemo-lo, e a herança será nossa. E, agarrando-o, mataram-no e o atiraram para fora da vinha.  Que fará, pois, o dono da vinha? Virá, exterminará aqueles lavradores e passará a vinha a outros.  Ainda não lestes esta Escritura: A pedra que os construtores rejeitaram, essa veio a ser a principal pedra, angular; 

Temos aí a palavra lavradores e construtores, certamente referindo ao Seu próprio povo, mais uma prova de que realmente o povo judeu é o povo de Deus. A Pedra rejeitada foi Cristo, o filho de Deus, mas ele não disse que os lavradores que perderiam a vinha seriam substituídos por outros arrendatários de outras nacionalidades. Quem é o dono da vinha nesta parábola? Certamente é o Deus Criador. Os administradores seriam os judeus que não respeitaram o dono da vinha, perderam-na a grande oportunidade de serem os donos definitivos da vinha, mas nem por isso foram totalmente rejeitados como nação escolhida por Deus, como veremos nos estudos seguintes.

Vamos dar uma analisada nestes versículos onde uma mulher cananéia, certamente de nacionalidade gentia, implora a Jesus por um milagre, vejamos o que Jesus disse à mesma, e qual foi à resposta que ela deu.

Mateus 15:21-28 – Partindo Jesus dali, retirou-se para os lados de Tiro e Sidom. E eis que uma mulher cananéia, que viera daquelas regiões, clamava: Senhor, Filho de Davi, tem compaixão de mim! Minha filha está horrivelmente endemoninhada. Ele, porém, não lhe respondeu palavra. E os seus discípulos, aproximando-se, rogaram-lhe: Despede-a, pois vem clamando atrás de nós. Mas Jesus respondeu: Não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel. Ela, porém, veio e o adorou, dizendo: Senhor, socorre-me! Então, ele, respondendo, disse: Não é bom tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos. Ela, contudo, replicou: Sim, Senhor, porém os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus donos. Então, lhe disse Jesus: Ó mulher, grande é a tua fé! Faça-se contigo como queres. E, desde aquele momento, sua filha ficou sã.

Mais um a vez vemos Jesus se referindo as ovelhas perdidas da casa de Israel, mas a mulher cananéia se contentava com as migalhas que caia da mesa de seus donos. Quem eram os filhos, e quem eram os donos? Certamente o dono representa Deus e o povo judeu, os filhos, e a mulher representava os gentios que se contentava com as migalhas que caia da mesa do dono. Isto mostra mais uma vez que Jesus mesmo sendo rejeitado pela liderança judaica, respeitava a nação de Israel como filhos escolhidos por Deus, não desprezando, porém a fé das pessoas que o procuravam. Pode um pai, que tem um filho desrespeitoso, mesmo nas piores condições, negar a paternidade a esse filho? Talvez alguém possa argumentar que sim, mas para Deus voltar atrás de suas promessas, acho muito difícil que isso aconteça, em se tratando de Deus.

Irmão, hoje ficamos por aqui, estudaremos mais em outros estudos sobre o Povo de Deus e suas promessas com respeito a esse povo, sabedores que Deus não é um Deus de mudança, mas cumpridor daquilo que prometeu, pois aguardamos também as suas promessas.

A Paz do Senhor seja contigo.

 

“POR ISSO EU TE LOUVAREI ENTRE OS QUE NÃO SÃO JUDEUS E CANTAREI LOUVORES A TI” – Romanos 15: 9 (2ª parte)

“VOCÊS QUE NÃO SÃO JUDEUS, ALEGREM-SE COM O POVO ESCOLHIDO DE DEUS” Romanos 15: 10 (2ª parte)

Tradução na linguagem de hoje

 

RETORNAR

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.